Pesquisar este blog

Recebe as atualizações no seu e-mail

11 de setembro de 2012

Homem diz que é marido de Dilma e tenta invadir Palácio do Planalto



Retirado do O Globo

AGÊNCIA O GLOBO / GUSTAVO MIRANDA
No início da noite desta terça-feira, um homem tentou invadir o Palácio do Planalto, subindo a rampa e entrando em confronto com o soldado do Batalhão da Guarda Presidencial, que chegou a fazer dois disparos com balas de borracha. Visivelmente perturbado, o paulista Edmeire Celestino da Silva, 29 anos, disse que é marido da presidente Dilma Rousseff e fez declarações de amor a ela. Durante a tentativa de invasão, Dilma estava no Palácio, conduzindo uma reunião sobre portos.

- Eu sou marido da Dilma Vana Rousseff. Eu gosto dela - disse, ainda deitado no chão, depois de contido pelos soldados e pelos seguranças da Presidência.

Segundo servidores do Palácio, o rapaz, que estava sem sapatos, circulava há dois dias pelas imediações do Planalto. Ele falava coisas desconexas, como "vim da morte". Depois de muita insistência, afirmou não lembrar o nome nem a idade.

- Meu nome é marido da presidente - afirmou.

Perguntado sobre o que foi fazer no Palácio, respondeu:
- Eu vim chamar a Dilma para casar comigo. Na verdade, eu queria sequestrar a Dilma e nunca mais devolver. Ela é o meu coração.

O homem reclamou da atuação dos soldados, afirmando que eles são pagos para proteger o Palácio:
- Vocês são pagos para me matar, cambada de bundões - afirmou.

Ele vestia calça jeans e camiseta listrada. Os bombeiros foram chamados pela segurança do Palácio, e o rapaz levado ao Hospital Regional da Asa Norte (HRAN).

Esta é a sexta tentativa de invasão do Planalto desde o ano passado.

Filled Under:

0 comentários:

Postar um comentário

Google+ Badge

Show da Tarde - Vídeos

Nós no Facebook

Tiago Prado | Promova sua página também

Veja também


 

About US